Mensagens

A mostrar mensagens de 2012

Apresentação do Livro "História e Genealogia Familiar - Famílias Convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão", da autoria de Alexandra Pereira de Castro

Imagem
No passado dia 8 de Dezembro, decorreu no Hotel do Elevador, no Bom Jesus a apresentação da recente obra de Alexandra Pereira de Castro denominada "História e Genealogia Familiar - Famílias Convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão". 
Esta extensa obra, que resultou de oito anos de laboriosa dedicação na recolha de documentação vária,  foi apresentada por José Miguel Braga perante uma plateia bem constituída. "História e Genealogia Familiar - Famílias Convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão" trata-se de uma viagem no tempo que remonta aos horizontes familiares de  José Joaquim Machado, primeiro e único visconde de Vila Nova de Famalicão por decreto régio de 27 de Novembro de 1890. O livro aborda as vastas ligações genealógicas deste senhor que foi proprietário naquele concelho de diversas quintas. A análise familiar deste antigo cavaleiro e comendador da Ordem de Cristo traduz,ao mesmo tempo, a mundividência social do concelho e da região minhota…

Associação de Santa Lucrécia de Algeriz recria cenário histórico com presépio ao vivo

Imagem
A jovem associação "Lucré Crescendo", em colaboração com a Junta de Freguesia de Santa Lucrécia de Algeriz, a paróquia local e a associação de Artesãos do Minho, criou uma encenação histórica da "Aldeia de Jesus" nos dias 8 e 9 de Dezembro. Todo o figurino montado na zona envolvente à escola primária e Igreja paroquial, possibilitou "recuar" mais de dois mil anos na história. Representações de cenas bíblicas e de vivências do quotidiano do século I marcaram esta primeira iniciativa do género na freguesia. Nada foi descurado, desde o rigor dos trajes, a caracterização das personagens e a encenação das actividades tradicionais da época, possibilitaram uma verdadeira lição de história ao vivo. A afluência ao evento foi considerável, tendo em conta o facto de ser esta a primeira vez que se levou a cabo esta representação. De realçar o grande envolvimento voluntário da comunidade local na interpretação das várias encenações bíblicas e no exercício das profissõe…

Casa das Lages referenciada como "Bem Cultural de Interesse Municipal"

Imagem
No passado dia 3 de Dezembro, a Câmara Municipal, através de despacho, desencadeou o processo tendente a classificar a Casa das Lages como "bem cultural de interesse municipal" de acordo com a lei de preservação e salvaguarda do património monumental e cultural. Este despacho que determina «a abertura do procedimento de classificação», abrange o conjunto formado pela Casa das Lages e respectiva capela privada, construções anexas da quinta, portal e muros contíguos. Este documento define também a sua zona especial de protecção (ZEE). Relembre-se que este normativo vem na sequência de uma decisão camarária que remonta a 23 de Outubro de 2009. De acordo com o documento publicado pela Câmara, o referido conjunto arquitectónico da freguesia de Pousada é notável. «Exibe a estética, o gosto e o esplendor do barroco em contexto rural, quer ao nível das fachadas da Casa e da Capela, quer ao nível da decoração interior». Possui também um «fabuloso estábulo que irresistivelmente atrai o…

Homenagem póstuma ao sócio Manuel Lusquinhos Lopes

Imagem
A direcção da Katavus vem por este meio homenagear o seu sócio recentemente falecido, Manuel Lusquinhos Lopes. O sr. Lusquinhos foi um dos fundadores da anterior associação Amigos do Palácio D. Chica. Era o sócio mais velho da Katavus e um dos mais entusiastas na defesa e salvaguarda do Palácio D. Chica. 
Durante grande parte da sua vida profissional dirigiu as antigas Carroçarias da JOPE no Largo de Monte de Arcos. Era natural de Nogueiró, mas teve importante papel cívico em Palmeira, onde residia,  primeiro como autarca na Junta de Freguesia local, e depois como participante no seu associativismo. De acordo com Manuel Vieira, antigo presidente da Junta, o sr. Manuel Lusquinhos «exerceu o cargo de tesoureiro da Junta de Freguesia durante dois mandatos com brio e total dedicação. Estava sempre pronto a ajudar a população ao ponto de ser conhecido pelo "115" da freguesia. Isto porque dispunha da sua própria viatura para o serviço da comunidade local». O seu corpo vai a sepultar…

Apontamentos da segunda tertúlia sobre a temática "Cávado: Preservação e Valorização"

Imagem
Realizou-se no dia 26 de Outubro de 2012, com início às 21:30 h, no Centro Cívico de Palmeira, a 2ª tertúlia sobre o Rio Cávado, promovida por esta associação. 
O tema central desta tertúlia era o da preservação e valorização do Rio, enquanto recurso natural da região do Minho, bem como de todo o contexto que lhe está associado, quer no plano ambiental estrito, quer no plano histórico e cultural. 
Foi muito participada esta tertúlia comprovada pelo assinalável número de participantes no auditório do Centro Cívico, evidenciando o interesse das populações pelo Rio Cávado, pelo tema da defesa ambiental, e demonstrativa de cidadania activa. 
Estiveram presentes elementos de outras associações de defesa do ambiente e do património, bem como a presença de representantes políticos de autarquias locais, numa louvável atitude de proximidade às iniciativas das associações cívicas da população que servem. 
A tertúlia teve como comunicadores convidados o Engenheiro Luís Macedo, da Comunidade Inte…

Registos da Primeira Tertúlia "Cávado - Memórias e Vivências"

Imagem
Foi numa tarde chuvosa que decorreu a primeira edição das tertúlias sobre o rio Cávado, na Livraria Centésima Página. Não obstante o mau tempo, a sala de eventos da livraria mostrou-se exígua para o considerável número de interessados.  Nesta primeira sessão realizada no dia 17 de Outubro, foram principais oradores o Doutor. Aurélio de Oliveira, Professor aposentado da Universidade do Porto e o Dr. Manuel Albino Penteado Neiva da Comunidade Intermunicipal do Cávado. O primeiro incidiu a sua abordagem sobre o papel que teve o rio, desde a romanização, no desenvolvimento económico e social da região. Neste âmbito, apontou a sua remota navegabilidade como fundamental para o transporte da variedade de produtos que abasteciam Bracara Augusta. Fez referência também aos pontos mais importantes de atravessamento, salientando por exemplo que, na sua opinião, a actual Ponte de Prado resulta de uma construção romana. Além disso, fez menção também a pormenores pouco conhecidos ligados ao seu aprov…

Visita da Katavus à exposição "A barra, o porto e a navegabilidade do Cávado - projectos e memórias" em Esposende

Imagem
No dia 10 de Outubro de 2012, a direção da Katavus viajou até Esposende ao museu municipal local, com o objectivo de visitar a exposição "A barra, o porto e a navegabilidade do Cávado - projectos e memórias". Esta visita, resultou de um convite formulado à associação pela dra. Ivone Magalhães, técnica da Câmara Municipal de Esposende.
De uma forma bastante solicita e entusiasta, a dra. Ivone orientou os membros da Katavus pelo espaço onde estão reunidos 20 painéis que compõem esta exposição de longa duração, que estará patente até 2015. A iniciativa apresenta a relação de Esposende com o rio Cávado, destacando a sua navegabilidade desde épocas que remontam à Romanização, o porto comercial e piscatório seiscentista, e o assoreamento dos últimos três séculos, responsável pelo abandono desta via de comunicação, destacando as diversas tentativas de resolução do assoreamento, através da apresentação e interpretação dos principais projectos do "Encanamento do Cávado". O c…